Bairros que amamos e os porquês

Edição: Centro

Chama-se de Centro de São Paulo a área que engloba os distritos da Bela Vista, Bom Retiro, Cambuci, Consolação, Liberdade, República, e Santa Cecília.

A região foi o principal distrito financeiro do município de São Paulo até aproximadamente a segunda metade do século XX. Porém, a partir da década de 1970, por descuido do governo municipal e pelo desenvolvimento de outras áreas da município, muitas empresas e moradores começaram a se mudar para outros distritos. Essa época foi conhecida pela degradação da região.

Mesmo assim, em esforços atuais, vários centros culturais foram criados ou recuperados. Como por exemplo, Pinacoteca do Estado de São Paulo, a Estação da Luz, o Museu da Língua Portuguesa, a Estação Júlio Prestes, a Sala São Paulo, o Teatro Municipal de São Paulo, o Mercado Municipal de São Paulo, o Palácio das Indústrias, o Museu Catavento, etc.

Centro Histórico de São Paulo
Estação da Luz

Então, o que se pode fazer no Centro?

  1. Teatro Municipal: para quem gosta de arte;
  2. Mirante Edifício Itália: para quem gosta de vistas panorâmicas;
  3. Galeria do Rock: para quem gosta de fazer compras;
  4. Mercado Municipal de São Paulo: com o essencial sanduíche de mortadela;
  5. Raful (perto da 25 de março): com a essencial esfiha;
  6. Padaria Santa Tereza: com a tradicional coxa creme e muita história para contar, assim como o bairro.
ZAC Imoveis